• 14/08/2022 1:31 AM

Voz no Deserto

Conhecendo a Palavra de Deus aplicada aos últimos tempos

Como o Ladrão de Noite

Byelmar_ricardo

Fev 7, 2022

Texto base: 1 Tessalonicenses 5:1-11

“Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios; porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embebedam, embebedam-se de noite. Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, Que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele. Por isso exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis.”

Introdução:

Quando estudamos sobre a volta de Jesus nos deparamos com alguns pontos bem interessantes que valem a pena uma reflexão mais aprofundada. E um desses pontos é quando a Bíblia fala que Jesus virá como o Ladrão da Noite. Você já parou pra pensar no significado e profundidade dessa analogia usada pelo apóstolo Paulo?

Certamente há profundas lições que precisamos mais do que nunca aprender e entender agora pois o momento que o mundo tem passado reflete de forma clara que o momento da vinda do nosso Senhor Jesus se encontra cada vez mais próxima.

Um ladrão a noite dentro do contexto que iremos estudar tem muita significância escatológico e profético quando falamos da segunda volta de Jesus, portanto precisamos estar atentos as lições que o texto de I Tessalonicenses nos mostra.

Lição 1 – A igreja primitiva já entendia o que precisava sobre a volta de Jesus

“Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite;” 1 Tessalonicenses 5:1,2

Ao iniciar o capítulo 5 fica claro que o Apóstolo Paulo já sabia que a aquela comunidade tinha o entendimento dos “tempos” e “estações”.  Aqui podemos entender os “tempos” e “estações” como sendo os sinais que antecedem a volta de Jesus, ou seja, aquela igreja estava “antenada” e “alerta” quando o assunto é a segunda volta de Cristo. Será que podemos dizer o mesmo da igreja moderna?

Infelizmente muitas igrejas parecem que estão vivendo em um mundo paralelo ou em alguma bolha eclesiástica no qual não há espaço para entender que tudo que estamos vivendo nesse momento de forma mais intensa e frequente tem relação direta com as “dores de parto” no qual Jesus já nos alertava quando esse foi questionado pelos discípulos acerta do fim dos tempos.

Entender os “tempos” e “estações” é pré-requisito básico para que o corpo de Cristo aqui na terra tenha condições de se preparar e se santificar para a chegada do noivo. Aquele que é pego de surpresa normalmente não está preparado para o evento em questão. Ser pego de surpresa denota negligência, distração, falta de prioridade ou até mesmo fuga de uma possibilidade que é real.

A igreja moderna hoje precisa ter uma postura completamente diferente do que muitas estão tendo. De amar a volta do Senhor Jesus, de estar totalmente focada em entender os “tempos” e “estações”, de se santificar pois a eminência do arrebatamento está aí as portas e para aqueles que não estiverem prontos terão o mesmo destino das 5 virgens imprudentes, que não guardaram azeite suficiente para suas lâmpadas.

Lição 2 – Ao entender os sinais a igreja não é pega de surpresa

“Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.”   1 Tessalonicenses 5:3

Aqui podemos entender de forma mais clara que quando a igreja está atenda aos sinais da volta de Jesus ela não é pega de surpresa. Percebe alguns elementos contidos nesse versículo.

Em algum momento de nossa história haverá um discurso por paz e segurança, nações vão alinhar seus discursos em torno de uma paz que o mundo certamente anseia por ver. Aqui podemos especular algumas situações, talvez o mundo esteja passando por uma crise mundial muito grande e com o agravamento dessa crise haverá um momento em que os principais líderes mundiais vão propor acordos de paz que trará uma falsa segurança para o mundo. Perceba que o versículo é bem claro que logo após esse discurso de paz e segurança virá uma repentina destruição, ou seja, a igreja que está atenta aos sinais da volta de Cristo vai reconhecer o momento em que isso estiver para acontecer, não será pega de surpresa.

Aqui também cabe um alerta importante para aqueles que tem essa preocupação de entender os sinais da volta de Jesus. Conhecer muito bem a Bíblia é fundamental antes de qualquer coisa, mas não será suficiente para você interligar determinados pontos. O que quero dizer com isso é que o pleno conhecimento da palavra de Deus é a base de tudo, mas você precisa entender um pouco dos fatos que estão acontecendo no mundo, entender geopolítica vai te ajudar a perceber com mais claridade os principais movimentos que as nações estão fazendo em torno do mundo e o cumprimento das profecias bíblicas, entender história dos povos vai facilitar sua percepção com relação a própria história dos povos descritos na bíblia e a elementos que hoje não são debatidos nas igrejas por falta de visão e conhecimento. Estude a Bíblia sim, mas não deixe de complementar seus estudos com outras fontes. Isso vai ampliar a sua visão de mundo e com certeza a sua percepção espiritual acerca daquilo que os “Senhores do mundo” ou a NOM vem implantando não será algo estranho ou desconhecido.

Lição 3 – O dia do Senhor como Ladrão só vem para aqueles que estão em trevas

“Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios;” 1 Tessalonicenses 5:4-6

Percebemos nesses três versículos que se seguem que o dia do Senhor como Ladrão se enquadra para dois grupos de pessoas:

Grupo 1 – Os ímpios, aqueles que estão andando em trevas

As pessoas que vivem sem Cristo estão na mais completa escuridão espiritual, portanto serão pegas de surpresa quando o dia do Senhor chegar porque não entendem os sinais e estão longe de tudo relacionado a Deus.

Mais uma vez fica clara a missão que a igreja precisa cumprir de levar a luz do evangelho para todos aqueles que ainda estão em trevas. Essa deveria ser a prioridade de toda igreja.

Grupo 2 – Aqueles que estão distraídos e dormindo

O dia do Senhor virá como Ladrão também para aqueles que estão distraídos, ou seja, não estão atentos aos sinais, estão levando uma vida cristã pífia, não estão se preparando para o arrebatamento ou até mesmo duvidam do mesmo. Aqui não estamos falando de pessoas ímpias, mas alertando aqueles que são cristãos, mas não amam a volta do Senhor. Não dormir e ser sóbrio representa muito mais do que simplesmente ler alguns versículos na Bíblia a respeito da volta de Jesus, representa estar pronto para quando a trombeta tocar, representar uma vida de santidade, representa uma vida de comunhão com Deus, representa uma vida de retidão.

A igreja que não prega a volta de Jesus é uma igreja que hoje se encontra distraída e dormindo. Seus membros são incapazes de discernir o tempo presente e relacioná-las com as profecias do fim, vivem em uma zona de conforto espiritual perigosa que nos deixa com a guarda baixa e expostos ao ataque do inimigo desanimando e tirando o foco das verdades escatológicas.

“Porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embebedam, embebedam-se de noite. Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação;” 1 Tessalonicenses 5:7,8

Lição 4 – Deus não nos destinou para sua ira

“Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele.” 1 Tessalonicenses 5:9,10

Aqui há um princípio que deve estar bem firmado no coração de todo aquele que estuda as escrituras com muito critério e cuidado, a verdadeira igreja do Senhor não foi destinada para a ira.

Esse princípio desfaz uma série de confusões que há no meio eclesiástico quando tratamos do tema em que a igreja passará pela grande tribulação ou não. Há diversas linhas teológicas sobre o tema, cada uma defende a sua maneira de interpretar trazendo textos bíblicos e argumentos diversos. Aqui não quero polemizar sobre o assunto, mas devemos guardar alguns princípios como base em nossos estudos afim de não cair em qualquer teoria ou falso ensinamento.

Além do versículo 9 ser claro com relação ao destino da verdadeira igreja podemos trazer a nossa mente mais alguns fatos como por exemplo:

1 – O dilúvio

Deus só derramou a sua ira (justiça) na terra através do dilúvio quando Noé e sua família já estavam em segurança dentro da arca.

 2 – Sodoma e Gomorra

Deus só derramou a sua ira (justiça) depois que Ló e sua família foram retirados da cidade que estava prestes a ser destruída.

Podemos aqui ficar citando outros exemplos, mas o que precisa ficar claro é que a justiça de Deus só é derramada depois que seus Santos estiverem em segurança. Diante da eminente chegada da grande tribulação e manifestação do anticristo no mundo, essa forma de agir de Deus permanece imutável. Não faz sentido algum a verdadeira igreja do Senhor passar pelos flagelos descritos em Apocalipse sendo que o período da grande tribulação será o período do derramar da Justiça e Juízo de Deus na terra. Portanto a igreja será retirada da terra antes desses fatos acontecerem. Isso significa que quem estiver participando de alguma igreja vai ser arrebatado? Negativo. Significa que o trigo será levado e o joio ficará, significa que aqueles que estão atentos aos “tempos” e “estações” serão levados e quem estiver distraído ficará, significa que aqueles que tiverem azeite em suas lâmpadas será levado e quem não tiver ficará. Estejamos atentos e sóbrios quando o assunto é a volta do Senhor.

Conclusão:

No Evangelho de Mateus 24, o Senhor Jesus orienta para que os discípulos estejam “apercebidos” dos sinais, (Mateus 24:42-44). Essa advertência é uma confirmação do verso 25, onde Ele diz: “Eis que vo-lo tenho predito” (ou seja: PRESTEM ATENÇÃO NOS SINAIS que Eu já dei a vocês!). Nos versos 45 a 51, lemos a narrativa de uma parábola onde um MAU SERVO, ignorando todos os sinais e possibilidade do retorno do seu senhor, insiste em permanecer na prática da maldade e é pego de surpresa, pois não estava vigiando.

Mateus 24:37-44 E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. MAS CONSIDERAI ISTO: SE O PAI DE FAMÍLIA SOUBESSE A QUE VIGÍLIA DA NOITE HAVIA DE VIR O LADRÃO, VIGIARIA E NÃO DEIXARIA MINAR A SUA CASA. POR ISSO, ESTAI VÓS APERCEBIDOS TAMBÉM; PORQUE O FILHO DO HOMEM HÁ DE VIR À HORA EM QUE NÃO PENSEIS.

O Senhor Jesus informa que a vinda do Dia do Senhor, NADA MAIS É QUE O DIA EM QUE ELE LEVARÁ UM E DEIXARÁ OUTRO. (versos 40 e 41). Esses dois versículos geralmente são interpretados como uma descrição do ARREBATAMENTO. O texto é um alerta para que a Igreja vigie.

Portanto, quando TODOS OS SINAIS estiverem já cumpridos, a IGREJA saberá que o tempo estará muito próximo. Talvez possa discernir o mês ou até mesmo a semana da sua vinda, mas não o DIA e a HORA (exatos!).

Pois, apesar dEle nos ter dado todos os SINAIS da Sua Vinda, o “DIA” e a “HORA” exatamente não nos foi permitido saber.

“Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.”  Apocalipse 3:3

Deus abençoe ricamente a sua vida!

 37 total views,  1 views today

5/5 - (1 vote)

elmar_ricardo

Servo do Senhor Jesus que tem a missão de trazer luz e esclarecimentos a todos que queiram entender melhor a palavra de Deus e os sinais do final dos tempos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.