• Sex. Set 24th, 2021

Voz no Deserto

Conhecendo a Palavra de Deus aplicada aos últimos tempos

O Reino do Anticristo e a Quarta Revolução Industrial

Byelmar_ricardo

Set 11, 2021

Texto base: Daniel 7:23,25

“Disse assim: O quarto animal será o quarto reino na terra, o qual será diferente de todos os reinos; e devorará toda a terra, e a pisará aos pés, e a fará em pedaços.”

“E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo.”

Introdução

A palavra de Deus é o instrumento perfeito para que a igreja não só conheça melhor o Senhor Jesus como também entenda a Sua vontade para nossas vidas, mas na Bíblia também encontramos ensinamentos preciosos que nos orientam quanto ao momento presente. Entender essas orientações fazendo um paralelo ao que tem acontecido no mundo é um desafio que exige um pouco de esforço de nós. Esse esforço pode representar em um futuro muito próximo a vida ou a morte.

No estudo de hoje gostaria de refletir com os irmãos a respeito das orientações e avisos contidos na Bíblia a respeito do momento em que vivemos e do período da tribulação onde o mundo estará aos pés do anticristo. Como a igreja do Senhor pode se preparar para os tempos difíceis que se aproximam? Existe alguma maneira de estar se antecipando as cartadas da Nova Ordem Mundial? Existe algum jeito de se proteger do cerco que vem se fechando contra tudo que representa os valores de Deus?

A primeira coisa que precisamos entender é o momento que o mundo está vivendo em termos tecnológicos e científicos. Ao longo da história da sociedade tivemos o que chamamos de Revolução Industrial que em resumo consiste em um período de grandes mudanças econômicas e sociais. Hoje o mundo está vivendo um grande momento de mudanças novamente é o que chamamos a Quarta Revolução Industrial ou Indústria 4.0.

A Quarta Revolução Industrial é uma expressão que engloba algumas tecnologias para automação e troca de dados e utiliza conceitos de Sistemas ciber-físicos, Internet das Coisas, inteligência artificial e Computação em Nuvem. O foco da Quarta Revolução Industrial é a melhoria da eficiência e produtividade dos processos.

A Indústria 4.0 facilita a visão e execução de “Fábricas Inteligentes” com as suas estruturas modulares, os sistemas ciber-físicos monitoram os processos físicos, criam uma cópia virtual do mundo físico e tomam decisões descentralizadas. Com a internet das coisas, os sistemas ciber-físicos comunicam e cooperam entre si e com os humanos em tempo real, e através da computação em nuvem, ambos os serviços internos e intraorganizacionais são oferecidos e utilizados pelos participantes da cadeia de valor.

O que precisamos entender é que essa revolução que estamos vivendo também se reflete na área científica, com os avanços da robótica, nanotecnologia, entre outras frentes que estão possibilitando ao homem viver mais e ser “melhorado” com o tempo. Alguns cientistas afirmam que em um futuro próximo será possível erradicar completamente qualquer tipo de doença simplesmente modificando nossa genética. A Quarta Revolução Industrial também trouxe para o mundo o conceito de trans humanismo, ou seja, o conceito de um homem melhorado, um homem que não será mais puro, será uma mistura de homem e tecnologia (barro e ferro). Todos esses ingredientes juntamente com as crises econômicas, sanitárias e políticas tornam o mundo ideal para a chegada do anticristo.

“Disse assim: O quarto animal será o quarto reino na terra, o qual será diferente de todos os reinos; e devorará toda a terra, e a pisará aos pés, e a fará em pedaços.”  Daniel 7:23

Alguns estudiosos entendem que o quarto reino descrito no livro de Daniel se trata da Quarta Revolução Industrial, que será provavelmente a última revolução industrial que a humanidade viverá antes da volta de Cristo e que fará parte do reino do anticristo.

Diante desse cenário é fundamental que a igreja do Senhor tenha não só consciência do tempo presente como também saiba o que fazer ou como usar os ensinamentos contidos na Bíblia para se preparar para os tempos difíceis da tribulação. Quanto aos tempos do fim a Bíblia nos ensina que:

#1 – Não devemos ter medo

“E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.”

Mateus 24:4-6

Quando Jesus começa a explicar aos discípulos a respeito do fim uma das primeiras recomendações que Ele nos faz é “…não vos assusteis..”. O medo é uma sensação gerada a partir de situações de perigo ou da preocupação de que algo aconteça de forma contrária ao que estava previsto. Ele pode causar o estresse, a ansiedade e sensações de “luta ou fuga” – luta para enfrentar essas situações e fuga para ficar bem longe delas. Uma pessoa com medo não pensa direito e toma decisões erradas. Uma das maiores armas de controle é o medo, e a elite globalista sabe disso, portanto o inimigo de nossas almas usará o que for necessário no mundo para que as pessoas tenham muito medo e se submetam ao seu controle, ao controle do anticristo. Quando Jesus nos recomenda para não termos medo Ele certamente sabia o que estava dizendo.

Diante de tudo que vem acontecendo no mundo e com a velocidade com que as coisas estão acontecendo as vezes é difícil administrarmos nossa ansiedade e medo pelas coisas que estão por vir, mas devemos confiar plenamente na proteção e provisão de Deus em nossas vidas.

“Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel. Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti. Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios. Porque tu, ó Senhor, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação. Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.” Salmos 91:1-11  

#2 – Devemos buscar provisão espiritual e física

E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos. Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar.” Lucas 17:26-30

Jesus faz uma analogia ao explicar os acontecimentos do fim dos tempos aos discípulos com os tempos de Noé, mas como foi nos tempos de Noé? Aqui vale algumas observações importantes para que você entenda o porquê de Jesus usar o exemplo de Noé.

O primeiro ponto é que a sociedade na época de Noé estava totalmente corrompida moralmente e espiritualmente, as pessoas simplesmente não faziam questão de saber das coisas de Deus.

Noé quando recebeu de Deus as instruções para a construção da arca e a revelação do que iria acontecer teve um tempo para se preparar para o evento, ou seja, durante a construção da arca (que levou aproximadamente 100 anos), Noé teve tempo para se preparar espiritualmente, orientar sua família, juntar provisão (alimentos para sua família e os animais) e ainda tentou alertar as pessoas sobre o dilúvio. O que podemos aprender com esse exemplo?

Primeiro, estamos tendo tempo para nos preparar para a volta de Cristo. Os sinais estão aí, o princípio das dores, é o alerta descrito por Jesus em Mateus 24 para sua Igreja de que a sua volta estaria próxima. Compete a igreja estar atenda aos sinais, se preparar espiritualmente, buscar provisões, sim provisões. Se você acompanha minimamente os acontecimentos no mundo está percebendo que rapidamente as coisas estão mudando, leis estão sendo criadas, outras estão sendo mudadas. Sabemos que o governo do anticristo terá uma característica marcante, o controle mundial das pessoas e das nações. Uma das formas de se controlar as pessoas é através do dinheiro, da economia. Tornar as pessoas financeiramente dependentes do estado. Portanto desde agora precisamos pensar em maneiras alternativas de se ganhar a vida. Se hoje você perdesse seu emprego ou se o seu salário através do seu emprego fosse condicionado a uma coisa que te levasse a pecar contra o Senhor o que você faria? Que alternativas você teria?

3# – Desenvolva sua resistência e sua resiliência

“Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.” Mateus 24:13

A perseverança é uma das características fundamentais para a igreja nos tempos do fim, porque a oposição a tudo que Deus representa ficará cada vez maior e consequentemente a perseguição a igreja do Senhor também.

“E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo.” Daniel 7:25

O texto de Daniel fica claro para nós que o anticristo receberá autorização para perseguir e destruir “os santos do Altíssimo”, ou seja, a igreja do Senhor. O texto também deixa claro que o anticristo mudará as leis que existem hoje, isso certamente já está acontecendo e vai continuar acontecendo. Tudo isso para que as pessoas sejam cada vez mais obrigadas a aderirem ao seu sistema (marca da besta).

Portanto para aqueles cristãos verdadeiros que quiserem se manter fiéis não haverá muitas escolhas senão se rebelar contra o sistema do anticristo, mas isso não vai acontecer sem que haja consequências sérias.

Esse momento certamente vai servir como um funil pois não haverá espaço para cristão “meia boca”, ou você é ou não é. A nossa fé será testada como nunca, como já está sendo.  Nesse momento você deve estar pensando… “Mas eu sou pré-tribulacionista, creio que a igreja não passará pela grande tribulação”. Amém por isso irmão, mas não se esqueça que ainda há duas linhas teológicas aceitáveis sobre essa questão que dão base para crenças diferentes, onde a igreja seria arrebatada no meio da tribulação ou no final da mesma quando Cristo voltar. O ponto do estudo de hoje não são essas questões, que são muito polêmicas dentro do estudo da escatologia. O que quero que você pense é que independente da forma que você creia sobre a questão do arrebatamento, a preparação é fundamental. Mas para que isso aconteça é necessário que a igreja tenha a capacidade de enxergar os sinais do fim, e esse é um dos principais problemas na atualidade. Assim como nos tempos de Noé as pessoas estavam distraídas com outras questões que não a chegada do dilúvio, hoje o mesmo tem acontecido. Pare agora e pense um pouco. O que tem te distraído? O que tem tirado sua percepção espiritual a respeito dos acontecimentos do fim? Você consegue interligar os acontecimentos recentes com as profecias bíblicas?

#4 – Devemos nos encontrar prontos

“Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra.” Apocalipse 3:10

“Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.” Romanos 5:9

A provação virá sobre toda a terra, mas há aqui uma promessa de Deus de que Ele vai nos guardar de sua ira. A igreja verdadeira não está destinada a ira de Deus, mas ela não está livre do Seu julgamento.

“Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?” 1 Pedro 4:17

Portanto devemos tomar muito cuidado com determinadas crenças de que pelo simples fato de que um dia tenha me convertido tudo mais está resolvido e não preciso me preocupar com mais nada. O relapso de muitas pessoas com sua vida espiritual acontece justamente por isso. A vida cristã é um processo de crescimento constante, se você não busca o conhecimento para no tempo. Deixa de entender coisas mais profundas relacionadas a Deus e ao mundo espiritual. Se torna um cristão limitado na sua forma de pensar, entender a realidade que o cerca e na forma de agir.

A falta de percepção espiritual a respeito dos sinais do princípio das dores que estão acontecendo no mundo todo atualmente por parte de boa parcela da igreja é um reflexo dessa falta de preparação.

Esse tempo é um tempo extremamente perigoso para acharmos simplesmente que as coisas vão melhorar e tudo vai voltar ao normal daqui a pouco. O momento é de preparação, é de oração, é de busca por conhecimento e informação.

Conclusão:

“Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo.” Marcos 13:33

Jesus é claro em suas instruções. Para que possamos nos encontrar preparados para os tempos do fim é necessário simplesmente estarmos atentos (Olhai, vigiai). Entendo simplesmente as instruções de Jesus como olhai (preste atenção ao que está acontecendo a sua volta e no mundo), Vigiai (não se distraia) e Orai (esteja se preparando para as coisas que ainda vão acontecer).

Que o Senhor Jesus te abençoe e te guarde.

Um forte abraço.

 35 total views,  3 views today

elmar_ricardo

Servo do Senhor Jesus que tem a missão de trazer luz e esclarecimentos a todos que queiram entender melhor a palavra de Deus e os sinais do final dos tempos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.